Solidariedade ou interesse?

Estamos vivendo um período em nosso país em que é muito comum ver certas pessoas e/ou grupos de pessoas “se desmanchando” em favores. Sendo “solidários” com os necessitados e com tantas  instituições.

Será que isso é solidariedade mesmo?

 

Solidariedadeé um sentimento de identificação em relação ao sofrimento dos outros. Ela nos faz reconhecer e ajudar as pessoas desamparadas – seja financeiramente, emocionalmente ou por outro motivo – sem esperar nada em troca; simplesmente por amor.

Amor como o do Bom Samaritano (personagem  rejeitado entre os judeus por sua origem geográfica, étnica e religiosa) que mesmo sem conhecer  teve piedade e ajudou o próximo. (Lucas 10,25-37)

 

“Tive fome, e me destes de comer; tive sede, e me destes de beber; era forasteiro, e me acolhestes; estava nu, e me vestistes; adoeci, e me visitastes; estava na prisão e fostes ver-me”. (Mateus 25,35…) Cristo nos ensinou que fazendo isso a um desses mais pequeninos é a Ele que estaremos fazendo.

A solidariedade e o serviço fraterno tem a linguagem da graça divina, enquanto a indiferença e a maldade humanas são a expressão do pecado.

 

Pergunte a si mesmo: sou solidário?

 

Repensemos as nossas atitudes de cristãos. Lembremos sempre que Jesus nunca fez distinção de pessoas. 

Deixe uma resposta