Palavra do Pároco Maio 2014

Maio: mês de Maria e mês das mães.                                       IP Maio 2014

O Mês de maio chega com muita alegria para todos nós. É tempo de júbilo, pois celebramos com fé a Santíssima Virgem Maria. Ela é sinônimo de silêncio, de escuta, serviço e obediência. Farol de luz que nos mostra Jesus. Ela é a estrela da evangelização.

A grande lição de vida de Maria.

Diante de tantas ameaças, ela deu o seu sim aos planos de Deus. Ela foi capaz de responder ao chamado feito pelo anjo que, talvez, somente uma mulher entenderia: ‘‘Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua Palavra.’’ Nossa Senhora, assim aceitou o seu desígnio de fé com grande amor e respeito, compreendendo as necessidades dessa relação entre o criador e as suas criaturas, entre o Pai misericordioso e o pleno amor por seus filhos. Quem tem fé, não duvida. Somente uma mulher cheia de graça de Deus poderia responder de um jeito tão decidido e cheio de esperança.

Neste mês de maio, também homenageamos esta figura abençoada, que cumpriu a missão de trazer a este mundo filhos e filhas de Deus: é a mãe de cada um de nós, cuja festa maior celebramos no segundo Domingo, que é o Dia das mães. Neste dia, teremos a oportunidade de demonstrar a nossa gratidão com muito carinho por tudo o que ela nos fez e faz. Assim como nos lembramos de Maria, pedimos a sua intercessão em todos os momentos de nossa vida, assim também devemos amor e respeito a nossa mãe da terra, filha de Deus e de Maria, mãe de todos nós.

Celebrar as mães é alegrar-se pela vida e exaltar a sua presença amorosa no lar, presença que acolhe, cuida, educa e ajuda a crescer…

Ser mãe é assumir e viver com dedicação e responsabilidade sua vocação maternal. Além disso, maio é tradicionalmente dedicado a devoção mariana, através de celebrações especiais, como a de Nossa Senhora de Fátima no dia 13, pela reza do terço, orações e acima de tudo pela Coroação de Nossa Senhora.

Para o devoto, coroar Nossa Senhora é demonstrar que a reconhece como Rainha. Ela é Rainha de um reino que não é deste mundo, mas sim, o reino sonhado por Deus para seus filhos e filhas.

Portanto, não se trata de uma devoção vazia de sentido. Coroamos a sua imagem porque em nosso coração Ela tem um lugar especial, pois, pelo seu ‘‘faça-se’’, Deus se tornou homem em seu seio virginal. Além disso, queremos aprender com Ela a cantar as maravilhas de Deus no nosso dia-a-dia.

Acolha nosso convite, venha e participe das nossas celebrações durante este mês e juntos vamos coroar Nossa Senhora e cantar as maravilhas de Deus em nossas vidas: ‘‘Minha alma glorifica o Senhor, e meu espírito exulta em Deus, meu Salvador’’ (Lc 2,47).

Pe. João Selhorst, scj

Deixe uma resposta